7 Dicas Para Seus Vídeos Arrasarem no YouTube

Você gravou e subiu alguns vídeos para o YouTube, mas aconteceu um problema: passou uma semana, e quase ninguém assistiu. Ele mal coleciona 100 visualizações! E agora?

Isso é extremamente frustrante, mas fique tranquilo: isso é mais comum do que você imagina.

Vários detalhes fazem a diferença entre um vídeo de sucesso, ou apenas mais um vídeo esquecido na imensidão do YouTube ou Facebook.

Vamos juntos mudar esse cenário e empurrá-lo para o topo? Pegue um bloco de notas, pois agora você vai descobrir sete dicas que farão desse cenário algo do passado!

 


1 – A primeira impressão é a que fica

Você já assistiu um filme em que logo nos primeiros minutos ficou super interessado para saber o que iria acontecer?

Pois é, isso é chamado de gancho. Esta é uma das coisas mais importantes do cinema, e claro, de qualquer vídeo. Em um longa-metragem, é costume dizer que o roteiro precisa prender a atenção do espectador em menos de dez minutos ou o filme pode não dará certo.

Em um vídeo para Internet as coisas ficam ainda mais complicadas! Quando a pessoa senta-se no sofá para ver um filme na TV, ela está num clima mais calmo e menos interativo, então dez minutos não é muito tempo. Mas quando falamos de uma pessoa vendo vídeos no celular ou no computador, aí é diferente.

No computador, estamos sempre “surfando” de uma página para outra, de um assunto para outro. Então se você quiser que alguém assista seu vídeo de três minutos, tem que prender a atenção deste espectador nos primeiros dez segundos do vídeo. Isso mesmo, ridículos 10 segundos.

Depois disso, já será tarde demais. Ele provavelmente terá pulado para a próxima página, para o próximo post no Facebook ou o próximo vídeo sugerido pelo Youtube.

Tente lembrar: Qual foi a última vez que assistiu a uma propaganda inteira no Youtube?

Foram certamente poucas, e elas provavelmente foram as que conseguiram te “fisgar” de maneira eficiente nos primeiros segundos do vídeo. No começo do vídeo, fique atento aos seguintes pontos:

O que você pode fazer

  • Comece o vídeo dizendo de cara quem você é e o que vai ensinar, sem enrolação. Assim a pessoa já se interessa na hora!
  • Faça algo inusitado que chame a atenção da pessoa. Não precisa se pintar de palhaço – embora isso chame muito a atenção 😉 mas faça algo que a pessoa não esteja esperando ver.
  • Use textos durante os primeiros segundos dizendo qual o assunto que o vídeo irá tratar. Isso irá reforçar a sua mensagem inicial.

O que você NÃO deve fazer

  • Não comece com uma vinheta. Nunca! Faça a apresentação rápida sobre e você e o que será falado no vídeo, e só após isso insira a vinheta. Embora vinhetas sejam interessantes para fortalecer a sua marca, é um conteúdo sem utilidade prática para quem está assistindo. Uma vinheta longa pode fazer com que a pessoa desista de te assistir mesmo antes de ver o seu vídeo.
  • Use vinhetas curtas, de no máximo 5 a 7 segundos.
  • Experimente diferentes ganchos: No marketing digital, são boas práticas testar diferentes títulos de artigo e assuntos de e-mail. Às vezes, um título mais cativante aumenta em 30% o número de pessoas que leem o seu conteúdo. Utilize a mesma tática em seus vídeos, e grave 2 introduções, e faça upload de 2 diferentes no YouTube. Lá, existem ferramentas para conferir como cada um deles se comporta. Após alguns dias, remova (ou esconda) o perdedor e deixe apenas o seu melhor conteúdo. Se você acertar no gancho de início, as chances de conseguir fazer as pessoas assistirem ele até o final serão muito maiores.


2 – Seja breve

Quando às pessoas abrem seu vídeo, elas logo checam a duração dele. Baseado nessa informação, elas decidem se irão assistir agora ou deixarão para mais tarde.

Quanto mais longo o vídeo, mais provável que elas decidam assisti-lo depois. E isso é um enorme problema, porque na esmagadora maioria das vezes, elas nunca voltam.

Afinal, o conteúdo do seu canal estará disponível vinte e quatro horas por dia! Na mente do seu expectador, ele acha que não perde nada deixando para depois. Infelizmente, isso é ruim para o seu vídeo, que perde visualizações e ranking.

Além disso, está cada vez mais difícil competir pela atenção prolongada de qualquer pessoa: elas estão sempre muito ocupadas, geralmente com dezenas de abas abertas enquanto navegam enquanto seus smartphones não param de receber mensagens e notificações.

Não significa que todo vídeo precisa ser narrado como se fosse uma partida de futebol no rádio. Explique de maneira calma e completa, mas evite rodeios e repetições, indo direto ao ponto.

Se seu vídeo tem mais de dez minutos, veja a possibilidade de dividi-lo em partes menores.


3 – Não comece sem um roteiro

O parte mais importante do seu vídeo começa muito antes de você colocar a sua câmera no tripé e apertar o botão de gravação.

Seja em Hollywood, em séries televisivas, publicidade, ou no seu vídeo para o YouTube, a parte mais fundamental é um bom roteiro.

O ato de colocar no papel (ou qualquer aparelho eletrônico que você prefira) o que você vai falar no vídeo fará você refletir sobre o assunto.

Nessa hora, irá perceber que algumas coisas que escreveu não ficaram tão claras quanto você imaginava. Que os exemplos que escolheu ficaram repetitivos ou esqueceu detalhes importantes para o entendimento do vídeo.

Toda essa análise fará com que o seu vídeo ganhe qualidade, pois poderá rapidamente apagar e corrigir esses erros no papel (ou editor de textos). Após a gravação, é consideravelmente mais difícil arrumar esses problemas, ou mesmo impossível.

Mas por onde eu começo o meu roteiro?
Uma sugestão é fazer uma visita aos canais dos seus concorrentes.

Calma, não é para copiar o conteúdo deles! Muito pelo contrário, essa etapa é apenas uma pesquisa para que seu vídeo atinja o seu público alvo com um conteúdo ainda melhor.

Como o seu concorrente está no mesmo ambiente (YouTube) e buscando o mesmo nicho que você, estudar o conteúdo dele irá ajudá-lo a evitar erros. Lembre-se que é sempre menos doloroso (até no bolso) aprender com os erros dos outros do que com os seus!

Fique também sempre atento aos comentários nos vídeos: eles são uma ótima fonte de informações, seja pelo lado das críticas, elogios ou mesmo trazendo uma visão que você não havia pensado.

Por fim, nunca se esqueça do poder do entretenimento: não faça um vídeo pesado e difícil de ser compreendido. Adicione o seu estilo e tente entregar ao seu espectador uma informação leve e clara.

Se você tem um bom senso de humor, esta é uma excelente hora para aplicá-lo: alguns momentos engraçados irão tornar o seu vídeo ainda mais memorável.


4 – Recapitule

Ainda na fase do roteiro, pense sempre nisso: seu vídeo deve entregar o que você precisa e ser uma obra fechada, com início, meio e fim.

Um dos melhores modos de finalizar o seu vídeo é recapitulando rapidamente o que foi mostrado. Recapitular já foi provado cientificamente que ajuda a fixar o conteúdo para a sua audiência. Isso torna o seu conteúdo ainda mais útil para elas, aumentando a confiança e respeito por você.


5 – Engajando as pessoas

Você trouxe um expectador novo para o seu vídeo, agora você precisa fazer de tudo para que ele se interesse cada vez mais em você.

E uma das características mais interessantes e úteis do Youtube é a interatividade que ele proporciona.

Aproveite esses recursos e crie botões outros dos seus vídeos. Lembre-se: Todo vídeo novo precisa abrir portas para vídeos mais antigos. Isso irá criar uma rede em que as pessoas irão transitar facilmente entre os seus materiais, garantindo mais tempo em seu canal.

Quando estiver escrevendo o seu roteiro, adicione propositalmente, mas de modo sutil, chamadas para outros de seus conteúdos. Por exemplo:

Se você quer saber um pouco mais sobre microfones, clique no botão que irei deixar na tela para ir direto para um vídeo onde explico tudo sobre eles.

Após isso, continue o vídeo normalmente, como se nada tivesse acontecido.


6 – Convide-os para assinar o seu canal

Lembre-se sempre que muitas pessoas nem sabem direito como funciona o sistema de canais e inscrições do Youtube.

Então ao final de cada vídeo, deixe claro que as pessoas podem se inscrever em seu canal e receber mais vídeos bacanas, como esse que ela acabou de assistir.

Além disso, não perca a chance de promover outros dos seus vídeos: esta pessoa assistiu até o final, então certamente ela criou um mínimo de interesse em você.

Coloque sugestões do que ela deverá assistir ou ofereça para que ela vá diretamente para seu blog ou site.


7 – Títulos e miniaturas são fundamentais

Seu vídeo nunca estará sozinho no Youtube: ele sempre estará rodeado por vídeos concorrentes de todos os lados.

Tenha isso em mente quando for dar o título do seu vídeo. Ele precisa ser interessante e ao mesmo tempo, resumir todo o assunto em pouquíssimas palavras.

Uma dica é literalmente escrever vários títulos curtos diferentes. Mostre para amigos peça a opinião deles. Aos poucos, vá eliminando os piores.

Escreva quantos títulos você conseguir, não existem limites. Quanto mais você praticar, mais rápido e fácil será para criar os títulos dos seus próximos vídeos de maneira cada vez mais eficaz.

Também não se esqueça da sua miniatura!

Você já deve ter lido sobre o fato de um post no Facebook conseguir bem mais atenção por ser acompanhado de um imagem, certo? No YouTube não é diferente.

E é neste momento que você tem a chance de criar uma miniatura que fará a diferença entre chamar ou não a atenção de um possível espectador. O uso mais comum para ela atualmente é como um pequeno quadro com o nome do vídeo, mas você pode encará-la como um poderoso gancho para o usuário.

Encare sua miniatura como uma pequena obra de publicidade a seu favor. Caso você consiga utilizá-la de maneira criativa, poderá chamar a atenção de muito mais gente.

É importante citar algo muito importante: alguns tipos de imagens naturalmente chamam mais a atenção dos usuários, mas nunca utilize isso de modo desonesto. A sua miniatura precisa ser uma imagem presente e relacionada com o seu vídeo. Ninguém gosta de ser enganado. Além de perder usuários, o seu vídeo pode ganhar uma enxurrada de dislikes.

Quer Saber Ainda Mais?

Usar o YouTube de maneira eficiente envolve manter o foco em várias áreas e produzir seu vídeo é apenas uma delas.

Se você quer aprender muito mais sobre o assunto pode baixar nossa apostila gratuita com 60 páginas e não se esqueça de dar uma olhadinha em www.videoxpress.com.br

14 respostas
  1. Warlley
    Warlley says:

    Que conteúdo mais interessante e de grande valor Ivan.

    São destes tipos de conteudos que realmente fazem a diferença para todos nós.

    Gratidão por compartilhar suas experiências conosco.

    Abraços

    Responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *